0

O – Di – CAPRIOÉ – BAILEDEFAVELA!

Alô Alô!!!giphy (3)

Leo deve estar tomando um banho de banheira junto com sua estatueta enquanto saboreia um Champagne ao som de Wesley Safadão (certeza).

MAS EU ESTOU AQUI para dar minha inválida opinião sobre essa premiação tão amada e adorada pela nação (menos pelo fato de ser de domingo).

Munida de muita expectativa, me reuni com a equipe para assistir ao vivo a entrega do Oscar, presenteando os melhores dos melhores da indústria cinematográfica.

Vamos às considerações:

12805644_999020133511535_2840332323415927820_n

 A mandinga tava liberada

RED CARPET.bryan-cranston-cookie

Achei que mostraram poucas pessoas, não sei se foi impressão. Não vi nenhum vestido que me chamasse a atenção (vamos falar de vestido, porque só de pensar nos rostos daquela gente famosa que vai no dermatologista toda semana já me bate a
rs_480x270-160130164958-Jacob_Dancing_GIF2
bad). Os mais simples eram os mais bonitos e não vi nenhuma surpresa nem positiva nem negativa. Chateada, porque queria aqueles vestidos bem zoados. Talvez ano que vem…

Senti falta de ouvir entrevista com alguns dos favoritos, mas Brie Larson,
Bryan cranston e Jacob Tremblay valeram a conta da TV paga.

APRESENTAÇÃO.

O Oscar tem um problema. Como é um evento mundialmente famoso e de gigante repercussão, além de ser anual, quando algo de muito bom ou muito ruim acontece, isso fica marcado e não tem como ser esquecido ou substituído. Sendo assim, Ellen Degeneres FERROU geral com sua apresentação icônica no Oscar de 2014, não deixando margem para que futuros apresentadores pudessem fazer igual ou melhor.

chris-rock-oscar-countdown-770x443

Cm todo esse egoísmo, as apresentações que se seguiram eram de cunho vergonhoso (Neill te amo, mas não deu) ou simplesmente assistíveis.

Com a questão pesada da polêmica desse ano (nenhum negro foi indicado pelo segundo ano consecutivo), Chris Rock ( o carinha que mora logo ali) tinha a pesada missão de guiar a premiação abordando esse tema, já que seria impossível não trazê-lo à tona.

giphy (7)Com piadas irônicas e até meio pesadas, Chris deixou a plateia meio sem saber se era permitido rir do que ele falava, aplaudir, concordar. Rolava aquela troca de olhares constrangedora. Mas no fundo eu achei que foi um bom texto. Apesar de não ser grosseiro, mesmo porque, ele não podia esculachar as pessoas que o contrataram, ele deixou clara sua mensagem.

Sabe quando você tá no WhatsApp, joga umas verdades e em seguida escreve “brinks” pra não ficar climão? Foi exatamente o que senti.

E, assim, assistir sem legenda é ruim, com tradução simultânea pior ainda. Por isso a gente se arrisca vendo na raça mesmo e com isso muita coisa é perdida. Agora, pelo visto, até pra quem estava lá e tem o inglês como língua nativa não estava entendendo o que estava acontecendo. Como quando a Stacey Dash  entrou e ?????????

Ou quando três crianças entraram de terno e maleta. O menor se perdeu, cutucou o do lado, a câmera virou 180º pro fundo do palco, as crianças foram embora, a plateia estava em silêncio e até agora é um mistério o que aconteceu naqueles  dois giphy (8)minutos e meio de Oscar.

Mas, como eu disse, depois de uma apresentação de Ellen Dory, fica difícil de alcançar o patamar. Em todo caso, tiveram alguns highlights como as cenas cortadas de alguns filmes (fazendo piada com a ausência dos atores negros) e quando voltou do comercial e ele disse: “We’re Black” ao invés de “we’re back”, sacou? Muito bom!  Nessa hora eu quase cuspi a coca que eu tava tomando enquanto comia patê de atum.

 

MÚSICAS.

The Weeknd  tinha uma música muito legal, coreografia bacanuda, canta bem. Só que eu não queria nem que o nome de 50 Tons de Cinza tivesse sido citado de tão ruim. Como sou rancorosa, pra mim deixou a apresentação fora dos padrões Oscar de qualidade (mas a música é boa, não da pra negar).

Pelo visto o povo amou muito a apresentação da Lady Gaga. Assim: a música é legal, o tema sensacional, as pessoas entrando com as frases escritas muito impactante, Gaga cantou muito bem, como já era de se esperar. Mas não me arrepiou. Eu só conseguia pensar em como Glory me fez (e ainda faz) chorar toda vez que assisto aquela apresentação do ano giphy (5)passado.

O Sam Smith levou o Ocar, o que foi uma surpresa para a maioria. Na apresentação deu uma desafinadinha, mas se até Idina Menzel (Adel Manzine) e Adelle já estiveram nessa posição, significa que tá liberado, não é mesmo? Mas era só olhar para sua carinha angelical, seus olhos claros e sua calça apertada que tava tudo certo. O cenário estava muito legal (como sempre acontece com as músicas do 007) e seu discurso foi muito fofinho levando o Oscar como o primeiro ganhador gay assumido (descobrimos mais tarde que ele é, na verdade, o segundo, mas tá valendo). LINDO!

David Grohl foi o responsável pela canção aos profissionais que morreram. Essa parte é sempre emocionante, aí fizeram um arranjo DIVINO da música Blackbird, colocaram ele de roupa social num banquinho com um violão cantando essa música e aí, pra mim, foi a apresentação musical da noite.

 

GANHADORES.

Vamos falar de alguns, os principais, que levaram o brilhante homenzinho para casa.shade-oscars

Mad Max levou vários prêmios e, apesar de eu não querer dar o braço a torcer, é um filme muito bom e foi, realmente, o destaque em todas as categorias da qual levou o Oscar. Era um dos filmes mais diferentes, visualmente.

Eu estava torcendo pro Alejandro González Iñárritu ( também conhecido como

alejandro-gonz-lez-i-rrituAlejandro Inhuãaudhsya) levar o Oscar. Depois descobri que nem era pelo seu desempenho em o Regresso, mas pra mim, Birdman foi tão bom que esse Oscar é meio que um reforço do ano passado, tipo: “Cara, Birdman foi realmente muito bom, reassisti no Telecine esses dias. Toma aqui outro Oscar”.

Atriz coadjuvante Alicia Vikander, super merecido. Apesar da boa concorrência, ela arrasou na Garota Dinamarquesa e foi muito fofa recebendo o prêmio (apesar do vestido bem feioso).

425_alicia_vikander_512874300

Melhor atriz foi de longeeeeee a melhor escolha. Brie Larson arrasou muito e passou a ser uma das minhas estrelas favoritas por ser tão simples, fofa, uma das mais bem vestidas, amiga do Jacob e atriz de categoria! Fiquei com medinho de darem pra J Law, já tinha até separado as tochas e tudo o mais. Mas Deus estava no comando, tudo deu certo.

giphy (4)

Melhor documentário foi para o único que eu assisti: Amy. Amei muito essa produção e foi muito merecido o Oscar. O texto sobre ele lançarei logo mais, porque não houve tempo hábil para todos os textos antes da premiação.

 

Melhor animação, sinto muito Brasil, mas de Divertida Mente, não tinha como. Pra mim podia ter levado até mais óscares porque  A RILEY TEM QUE IR PRA LUA COM O BING BONG!!

 

dicaprio-stallone-01-800Melhor Ator coadjuvante está causando polêmicas e eu fiquei bem 601074069MB00009_88th_Annua
chocada/tristonha com a decisão. Geral tinha certeza que o Rocky  ia subir lá, levantar o Oscar e gritar ADRIAAAANN. Mas não. Quem levou foi Mark Rylance que, fez sim um bom trabalho em Ponte dos Espiões, mas na minha opinião, se não fosse para o Stallone levar, Tom Hardy estava atrás seguido do Batman (Christian Bale).

 

giphy (6)

Melhor ator eu não vou me prolongar porque aquela carinha de olhos claros, aquele discurso politicamente correto, aquela
torcida vibrante, aquela Rose olhando apaixonada pra seu Jack. Que dia perfeito!

 

giphy (18)

Aí veio melhor filme para Spotlight e ouvir da boca do Morgan Freeman:

“e o Oscar de Melhor Filme vai para Spotlight”, foi como ouvir “são duas horas da manhã e você acorda as seis”. Doeu.

 

Fiquei triste que não vi pela Globo com a Glorinha =(.

29-02-2016-23-gloria-pires-oscar-2016

 

 

PNG Bruni.